quarta-feira, maio 26, 2004

Mais uma canção ...

A Canção De Ódio De Ringo

Na tarde em que a neve cai,
Qual pétala de flor de macieira,
Brilha macio e branco o Sol.

Sincelos da cobertura da
Deserta estação,
Pingam lágrimas sem parar,
Como eu.

Não é a dor da
Separação.
É apenas o ódio que
Me consome.

Não quero ver seu rosto.
Não quero escutar sua voz.
Mas o meu desejo não é realizado.

Porque eu odeio você.