quarta-feira, julho 14, 2004

Angústia Pessoal.

Sabe .. Não aguento mais . . As pessoas aki no meu trampo estão estressadas, gritam uma com as outras, tiram o corpo fora quando precisa ajudar o colega. Chato !!, sempre ajudei as pesoas. Não sei se ajudei no sentido de resolver os problemas. Mas ajudei sinceramente. Sem demagogia. E agora, eu mesmo vou ser hipócrita com minha chefe. Vou mentir sobre um suposta viajem na quinta a noite pra praia só pra não ter que vir para esse antro de loukos e observar a degradação do ser humano na Sexta feira. Aliás, Sexta vai ser meu dia. Se é que eu tenho o direito de ter um dia meu. Foda-se. Vou mentir mesmo. A chefona nem mereçe. Ela e a mina que tbm trampa comigo e é estagiária são gente boas. Mas E eu? Foda-se se eu pirar de vez? Nem fudendo .. quero sair logo daqui, pega um ônibus vazio, com um lugar em cima da roda pra ficar pulando que nem pipoca, sacar meu livro da mala e ler .... ler até perder a noção do espaço e tempo, perder o ponto de descida do ônibus e me confundir com os personagens. E depois, andar mais uma avenida inteira pra poder chegar em casa com a cara pingando de suor, e na mesma hora que pisar em casa, ver que tudo o que mais quero e voltar atrás e não ter que entrar. Fica pareçendo um adulto que depois de chegar em casa, o que mais quer é sentar na poltrona, ficar vendo reportagens na tv e criticar o mundo enquanto fica fumando seu cigarro pouco se fuendo com o próximo. Daí começo a sentir a extrema necessidade de conversar com alguém que a essa hora não poderá me ouvir. Nem tomar garrafas de vinho comigo. Droga de cidade grande. Por que tem que ser tão grande assim de por as pessoas afastadas uma das outras? Daí tento ligar o meu PC na net, pra poder afastar um pouco do sentimento de "você está só, pode chorar que ninguém vai te ovir", mas o PC não funciona. E daí ele leva mais porradas minha, até o dia que o HD não funcionar mais e eu me conformar que o PC tá quebrado.
E novamente vou fugir da realidade com o livro. Só quero ver se eu não receber hoje e amanhâ não tiver dinheiro pra poder comprar a outra sequência. Como poderei fingir tranquilidade?
Em todo caso ... As águias voam no sentido contrário que eu caminho, e os urubus me rondam, esperando que eu definhe para eles. Mas eles terão que esperar muito, muito .... muito tempo mesmo, pq minha vida não chegou nem em seu 1/4 existêncial (vaso ruim não quebra fácil) e ainda tenho muitas coisas pra fazer, viver. ... E usar .... E ver, torcer, bater, apanhar ...
... beijar.
Nada demais.
E só.