quinta-feira, julho 01, 2004

Destroços

O ódio me guia, meus amigos se entorpecem, minha vida se esvai ... Minhas ideologias não evoluem, meu sangue corre frio, as motivações não me impulsionam mais ... Os fins de semana não são mais tão gloriosos, as drogas já não me elevam tanto, o fim do semestre é enlouquecedor ... A sobriedade me consome.
Mas apesar de tudo, sem alguém me vê e pergunta como estou, sempre sorrio e digo: - Tranqüilo !!!