quinta-feira, julho 08, 2004

Sem Sentido.

As vezes a realidade machuca.
As vezes a ilusão acalma.
Mas sempre se torna cruel quando ela se desfaz.
Sempre a saudade bate,
E a vontade de querer falar com você é desesperadora.
A vida se torna algo penoso,
Mas sempre com promessas de melhorar.
As lembranças dos tempos antigos é bom,
Mas remoer o passado não é do meu feitio.
A promessa de um futuro é agradável,
Mas não na solidão.
A solidão no meio do povo é algo bom,
Mas a solidão no momento só é algo mau.
A falta que eu sinto por não ter um livro pra ler,
Um CD pra escutar, um jogo pra fechar,
Seria facilmente compensada por sua presença.
A luz que brilha nos seus olhos
São do mesmo brilho que procuro nas estrelas à noite.
O túnel escuro que tento percorrer até a saída
Seria mais curto se tivesse alguém ao meu lado.
Gostaria de poder compartilhar de um vinho com você.