segunda-feira, março 21, 2005

Queria ser mentira...

Queria ser mentira, pra não conhecer nenhuma verdade
Não que não existam verdades, mas tantas as tornam nenhuma
Poderia fazer parte de um filme, onde tudo se resolve
Vem então a esperança em forma de certeza e tudo se harmoniza
Um amor alimentando a vida e a fé, ignorando a talvez inútil razão
Que pra que serve afinal? Se impotente, só nos faz esgotar
Quero acreditar... mas não consigo...
Fui contaminado, sei e não posso mais não saber.
Se não soubesse, iria atrás. Cretina insistência.
Cadê você pra me alienar? A única alienação que aceito convicto...
Nossos valores são fundados em quê? Dignos onde?