sexta-feira, abril 01, 2005

Sempre caminhando, seguindo em frente
Pernas tremendo e vistas escuras
Há dores no corpo, traumas na alma
Intolerância no desespero da esperança

Não somos iguais mas temos os mesmos defeitos
Orgulho do nosso orgulho ferindo um ao outro
Atos inseguros à espera de um sinal
Pra saciar nosso desejo de acreditar sem saber

Temo a solidão...
Detesto aceitar não ser completo pra você
Reluto em entender que ninguém é perfeito pra ninguém
Mas aceito estar errado confiando ser eterno

Somos as causas de nossos problemas
Queremos ser chances de dias melhores

Força é a aceitação de nossas condições
Loucura é sofrer tentando entender...

7 comentários:

Zareta disse...

caralho felipe, sei exatamente o que vc quis dizer com tudo isso! cada palavra!! to passando por isso jah faz um tempinho!! e realmente loucura é tentar entender! mas impossivel não tentar achar uma solução, se tiver uma luz me mostra!!

Abraço!!

fELIPE disse...

Cara...
A vida é feita de buscas, questões, incertezas...
Nunca de respostas, soluções...

temos que nos virar e viver assim... mas a gente dá um jeito!
[]´s

Luana disse...

a questão é: até que ponto a gnt pode julgar o que é digno do nosso esforço para entender? E em que ponto a gnt deve começar a acreditar simplesmente que, se algo não está ao alcance da nossa capacidade de explicação, o déficit está em nós mesmos e não na complexidade das coisas?

a gnt só aceita aquilo que é comodo demais...... e depois ainda fica reclamando da casualidade....

fELIPE disse...

- Você disse: " a questão é: até que ponto a gnt pode julgar o que é digno do nosso esforço para entender?"
- Eu digo: "Há muitos pontos a serem discutidos na sua frase. 1-Nosso julgamento sermpre é falho, obviamente... então, pra começar, não podemos confiar em nosso julgamento. 2-Dignidade é relativa. Nós podemos definir o que é digno ou não de nosso esforço, mas nossa definição começa no nosso julgamento, o qual já falei a respeito. 3-Supondo que temos um bom julgamento e identificamos o que é digno de se entender, temos a capacidade para entender?"


- Você disse: "E em que ponto a gnt deve começar a acreditar simplesmente que, se algo não está ao alcance da nossa capacidade de explicação, o déficit está em nós mesmos e não na complexidade das coisas?"
- Eu digo:"Se não podemos explicar algo é porque não podemos entender (não entender não significa não sentir). Isso acho que pode ser causado pela combinação das duas coisas que acabam dando na mesma: comlexidade da coisa mais a limitação da nossa razão. Não preciso 'simplesmente acreditar' nisso. É um fato bastante razoável para se SABER."

- Você diz: "a gnt só aceita aquilo que é comodo demais...... e depois ainda fica reclamando da casualidade...."
- Eu digo: "Cada um aceita o que quer. Existem pessoas mais cômodas e pessoas menos cômodas. Mas a comodidade não é opcional. Tem situações que não podemos mudar. O céu é azul e acabou! Tenho que aceitar! Quanto a reclamar da casualidade, cada um reclama do que quer... mas é outra coisa que não temos a opção de nos incomodar... é inútil, quanto a casualidade. Isso então acaba sendo sinônimo de se acomodar. É isso... tem coisas que são imutáveis e será inútil se incomodar com elas... ou aceitamos ou sofremos. A primeira opção chamamos de se ACOMODAR"

Luana disse...

Quanta estupidez..... depois vc diz que sou quem gosta de contrariar...
Vc devia parar de tornar todas as coisas indefiníveis, de colocar tudo no patamar da razão e subestimá-las por acreditar que a razão humana é impotente. Pára de dizer que ninguém é digno de julgar nada.... mew.... vc enche o saco com isso...que o julgamento é falho etc e tal.... mas se todo mundo esperasse alguma ciosa essencialmente verdadeira a humanidade nada teria construido até hoje,e, o fato de sabermos que nossas verdades são relativas,que dignidade é relativa e a admissão de tudo isso, nunca tornou os homens mais justos, pelo contrário, são cada vez mais hipócritas, pois mesmo consciente de tudo isso continua fazendo julgamentos a partir de convenções. Então eu prefiro acreditar na minha concepção de dignidade e no meu julgamento, pois é isso que difere os homens.
E, a comodidade mais imperdoável é justamente perceber a acomodação das pessoas e nada fazer, simplesmente por achar que seria um atentado a liberdade individual. E desde quando a comodidade não é opcional?... e pra vc ver a contradição: "Cada um aceita o que quer" e "a comodidade não é opcional"... se cada um aceita o que quer, porque aceitar a imposição da acomodação?... e aceitar não é se acomodar, poque não significa que não há uma inquietude na consciência de quem aceita, sem contar aqueles que só aceitam algo mediante muita dialética... Você subestima demais as pessoas...

fELIPE disse...

Acho que meu POST não tinha as intenção de discutir os pontos presentes nesses comentários, mas...

Só para constar:
NÃO SUBESTIMO AS PESSOAS... SUBESTIMO AS LIMITAÇÕES DO SER HUMANO...

Beijos pra vc... ;)

somebody disse...

酒店經紀人,

菲梵酒店經紀,

酒店經紀,

禮服酒店上班,

酒店小姐,

便服酒店經紀,

酒店打工,

酒店寒假打工,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工經紀,

制服酒店經紀,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工,

制服酒店經紀,