sexta-feira, abril 29, 2005

Tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu

A gente estancou de repente, ou foi o mundo então que cresceu

A gente quer ter voz ativa, no nosso destino mandar

Mas eis que chega a roda viva e carrega o destino prá lá


Roda mundo, roda gigante, roda moinho, roda peão

O tempo rodou num instante nas voltas do meu coração