sábado, janeiro 26, 2008

Vôo da madrugada

Quanto tempo temos pra correr
Quantas vezes a gente se iludiu
E o relógio já passa das dez
Só me resta me despedir

Caminhando por uma estrada
Que nunca chega ao fim
Vou em busca do nada, em busca de porra nenhuma

Quem me dera estar bem longe daqui