sexta-feira, março 14, 2008

Espanto.

Literalmente não, mas somos expostos;
Nessa viagem, de loucuras somos compostos;
Tanto aprendemos no teor nada prático;
Aprendeu-se a fazer o óbvio, fizeram linhas;
E disseram siga! Muitos anos atrás...
Ainda não fomos capazes de ser coletivo;
Há sim, mas do jeito errado. Não humano;
Coletivo pelos outros que estão fora do nossso coletivo;
Risca isso, tira fora esquece! Lembra do que te aflora!
O que faz você querer viver é o que colocou
por trás dessa forma imposta de viver, esperando, sonhando que um dia
tudo que quis vai acontecer.
Mas sabes que tudo que quis até hoje, você escolheu querer;
Quase nada disso tudo veio mesmo de você!