sexta-feira, julho 24, 2009

Dona Josefa

O problema não está no corpo, nem na alma.

Há uma necessidade humana de consumir até os dos outros, acho incrível e maquiavélico, já que há tantas formas melhores de gastar o tempo.

Melhor, não gastá-lo, melhor decorrê-lo com suavidade ou mesmo com voracidade, estrondo ou o silêncio, o canto de um passarinho. O problema é que pensar nisso é um problema, por que afinal, a cabeça da dona Josefa só anda pensando que o marido anda a traindo.

Então a dona Josefa só pensa em chorar, e ouvir os problemas dos outros, até pra esquecer os seus. Várias pessoas com diversos problemas numa terapia masoquista, de compartilhar e jamais resolver.

Agora imagine isso no decorrer de vários anos...

É agora, é vida.