terça-feira, julho 19, 2005

Desco.

Desse dia nunca mais esqueço, meu deus cade a chuva que caiu sobre a cabeça do doende doente que estava com dor de dente, pô saiu correndo por que...
Escuta meu!! olha o sapo ta falando com você, olha pra lá to trocando a roupa do meu filhote de cascavél trangênica, casca de ferida: - Passa mel de coruja! Passa a roupa da dona Sinhá que mora la em cima do morro alegre. É ta dando risada né, quanto tempo leva pra cair os dentes do jacaré.