quarta-feira, agosto 08, 2007

"(In)compreensível"

Todos os versos que te declarei.
Todas as palavras que citei.
Todos os beijos que te dei.
Neles é possível ver o valor do seu beijo
Que assim como seu abraço, eu vejo
O quanto fazemos parte de um único desejo.
Só você pôde mostrar
Como no vazio não voar
E como num lindo dia estar.
Porque nos seus olhos eu posso ver
Um brilho intenso que invade meu ser
Fazendo a saudade ficar para trás e a vontade vencer.
E enfim...
Todos os versos que declararei.
Todas as palavras que citarei.
Todos os beijos que te darei.
Neles é possível ver uma busca (in)terminável
Por (in)compreensíveis caminhos
Que me levam somente a um lugar:
Você.