segunda-feira, julho 19, 2004

NUMA RUA ESCURA SINTO O ESCURO ABSORVER SUA VIDA
É como um urubu comendo a carniça
VOCÊ SENDO EMBRIAGADO, POR SEUS PRÓPRIOS PENSAMENTOS
Se perdendo cada vez que tenta se encontrar,
COMO SE CORRESSE NUM CORREDOR DE MILHARES DE QUILÔMETROS.
Parece ter medo da vida, talvez por nunca ter vivido
SENTIMENTOS ECOAM COMO O SINO DA MEIA-NOITE
Pássaros pretos sobrevoam sua cabeça causando muita insensatez
TEMO PELA NOITE, POR TER UM FILHO COMO VOCÊ, QUE SEM PERCEBER SE CORROI COMO UM VELHO NAVIO.
Já mais voltarás à luz, tenho certeza que seus filhos também serão filhos da noite.
CUIDADO COM A FELICIDADE IRRADIANTE DO SOL, QUE EMANA COMO UM DOM SAGRADO.
Preciso da luz, enquanto você a teme.
OLHE AS ESTRELAS E VEJA O BRILHO QUE ELAS LHE PROPORCIONA, SIM É A VIDA LHE DANDO BOAS VINDAS.
Porém seu futuro já foi previsto e traçado por você mesmo, continue com sua vida pacata.
Ou então tente quebrar as paredes desse corredor com seus próprios punhos.
OU ENTÃO CONTINUE CORRENDO SEM SENTIDO.
OU ENTÃO QUE SE FODA TUDO ISSO.
QUE SE FODA A VIDA
O AMOR
TODA FORMA DE SENTIMENTOS
TODO ÓDIO
TODA A LUZ
TODA COR
TODA ESSA VONTADE DE VIVER
ESSA VONTADE DE SE SENTIR BEM
QUE SE FODA!