sábado, fevereiro 23, 2008

Pintura

Quatro quadros pintados;
Um todo em branco ;
Outro todo borrado,
E um tem um recado;

Submerso, diferente
Meio maluco,
consequente;
Frequência da mente

São reconhecidos pelas cores;
Pelos traços e contrastes;
Não reconhecidos quando vendidos
Coisas assim não se põe valores

E fica lá pra quem quiser olhar;
Apenas conceder, avistar.
Pois foi algo, com sentidos;
Sentido que nem o criador pode saber

Vindo la do fundo,
Pelas mãos, viu se o colorido
Transmitindo ao mundo,
O mundo que a pouco viverá escondido.